VIII SENABRAILLE 2014 - 28 a 30 de abril de 2014
VIII ONCOVET 2014 - 28 a 30 de abril de 2014
 

MENU
Apresentação do SENABRAILLE
Promotor
Comissão Organizadora
Como participar
Sumbissão de trabalhos
Instruções para apresentação de trabalhos
Inscrição
Local do evento
Palestrantes confirmados
Programação
Sponsors
Turismo
Hospedagem
São Paulo

Apresentação do SENABRAILLE

O primeiro SENABRAILE nasceu da constante preocupação das bibliotecas brasileiras em promover a inclusão. Isso porque os profissionais sempre buscaram cumprir com a missão da biblioteca pública preconizada pela IFLA/UNESCO “porta de acesso local ao conhecimento - fornece as condições básicas para uma aprendizagem contínua, para uma tomada de decisão independente e para o desenvolvimento cultural dos indivíduos e dos grupos sociais”.

Com o desenvolvimento da tecnologia ampliaram-se as possibilidades de oferecer conteúdos e outros serviços prestados pelas bibliotecas e outros equipamentos culturais. Mas sabemos que as tecnologias precisam de profissionais capacitados para apoiar as pessoas com deficiência, de modo a selecionar as melhores alternativas e, dessa forma, contribuir com a melhoria da qualidade de vida.

O SENABRAILLE foi pensado há quase vinte anos para ser um espaço de discussão para formular, reunir e realizar troca de experiências entre os profissionais que trabalham nas bibliotecas, sobretudo, para atender o público com deficiência visual ou cegueira.

Mas seu escopo foi ampliado há alguns anos, tornando-o mais amplo: reflexões, programas e projetos levados a cabo pelas bibliotecas e equipamentos culturais para incluir pessoas com deficiência.

A oitava edição do SENABRAILLE terá como objetivo continuar o diálogo pensando nas tipologias das bibliotecas e suas formas de incluir, divulgando práticas bem sucedidas na área de acessibilidade.

Esperamos que os profissionais apresentem seus trabalhos e se reúnam para mais uma discussão necessária às bibliotecas e equipamentos culturais.

Entendemos também que os profissionais da informação bibliotecários, museólogos, documentalistas têm especial interesse em acompanhar os assuntos relativos à acessibilidade da pessoa com deficiência, buscando sempre aprimorar as práticas já adotadas e implementar novas estratégias de inclusão.

Convidamos todos a participar desse debate em um momento especial, o da sucessão dos governos estaduais e da presidência da república, onde juntos poderemos construir as bases para uma sociedade com pleno acesso à informação e à cultura.

A FEBAB espera a sua participação!



Ir para acima ↑



Promoção

FEBAB - Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições

SENABRAILLE


Realização

Rede de Bibliotecas do SENAC


Organização

Acquaviva



Ir para acima ↑



Comissão Organizadora


Adriana Cybele Ferrari

Bibliotecária, com Especialização pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas em Sistemas de Informação, MBA em Gestão da Qualidade pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Esteve na Direção Técnica da Biblioteca “Florestan Fernandes” da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas e do Sistema Integrado de Bibliotecas ambos da Universidade de São Paulo. Coordenou vários eventos nacionais e internacionais. Proferiu palestras, cursos e conferências no Brasil e exterior. Possui vários trabalhos publicados em livros e periódicos nacionais e internacionais. Idealizou e coordenou o projeto da Biblioteca de São Paulo, inaugurada em fevereiro de 2010. Atualmente é Coordenadora da Unidade de Bibliotecas e Leitura da Secretaria de Estado da Cultura do Governo de São Paulo. É vice-presidente da FEBAB – Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições ligada à IFLA – International Federation Library Association.


Cristiane Camizão Rokicki

Possui graduação em Biblioteconomia e Ciência da Informação (1995) com especialização em Gerenciamento de Sistemas e Serviços de Informação (2002) e desenvolve pesquisa sobre pesquisa em biblioteca universitária, acessibilidade e cultura material. Atualmente é coordenadora geral da Rede de Bibliotecas do Senac SP com 56 bibliotecas (desde 2011) e Presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia do Estado (desde 2012). Mestre em Moda, Cultura e Arte pela mesma instituição, com pesquisa defendida (em 2010) sobre cultura material em Modatecas. No Senac trabalha com desenvolvimento de coleção, acervo de figurinos do cantor Ney Matogrosso (doado a instituição Senac SP - em 2010) e do Ballet Triádico (Projeto com a escola alemã Bauhaus - 2013), ambos com atuação dos alunos, professores e profissionais bibliotecários. Coordena serviços de acessibilidade do Centro Universitário Senac São Paulo, com o Espaço Braille (desde 2004), com espaço de aprendizagem para o deficiente visual e confecção de conteúdo acessível (Braille ou áudio).


Deise Tallarico Pupo

Desde 2003 é bibliotecária de Referência no Laboratório de Acessibilidade da Biblioteca Central Cesar Lattes da Universidade Estadual de Campinas. Graduada pela Escola de Biblioteconomia e Documentação de São Carlos-SP, com pós-graduação lato sensu em "Sistemas Automatizados de Informação em Ciência e Tecnologia", pela PUCCAMP (1998), e em "Deficiência Visual e Surdez: fundamentos para intervenção", pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Reabilitação Gabriel Porto (CEPRE), da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp (2004). Autora do projeto FAPESP INFRA IV: proc. Nº 1998/9212-9; que deu origem ao atual Laboratório de Acessibilidade.


Ivone Tálamo

Bacharel em Biblioteconomia e Ciência da Informação pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Pós-graduada em Ensino para Terceiro Grau pela PUC/Campinas. Tem curso de especialização em Biblioteconomia Médica. Exerceu atividades de docência no ensino superior. Por mais de 30 anos participa do movimento associativo para valorização do profissional e da biblioteca. Ocupou posições em instituições nacionais e internacionais como FEBAB, APB e CFB. Foi membro do Comitê Permanente para a América Latina e Caribe da IFLA. Tem diversos trabalhos publicados na área. Atuou em diversas instituições e empresas privadas. Atualmente é chefe da Biblioteca da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo.


Márcia Elisa Garcia de Grandi

Possui graduação em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade de São Paulo (1980), especialização em Gestão e Engenharia da Qualidade - MBA/USP pela Universidade de São Paulo (2007) e especialização em Sistemas Automatizados de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1999). Atualmente é Bibliotecário da Universidade de São Paulo.


Marília Mesquita G. Pereira

Graduada em Biblioteconomia Graduada em Biblioteconomia pela Universidade Federal da Paraíba, (1972). Especialização em Sistemas de Bibliotecas pela Universidade Federal da Paraíba, (1978). Mestre em Biblioteconomia pela Universidade Federal da Paraíba, (1990). Bibliotecária do Serviço Braille da Biblioteca Central da Universidade Federal da Paraíba, (UFPB, 1999 -) Coordenadora da SubComissão Brasileira de Bibliotecas Braille da Federação Brasileira de Bibliotecários, Cientistas de Informação e Instituições, (FEBAB, 1995 -2005). Site: http://www.febab.org.br/senabraille.htm. Coordenadora da Comissão Brasileira de Acessibilidade à Informação para as pessoas com deficiência da Federação Brasileira de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições ( FEBAB, 2005 - ) Site: http://www.febab.org.br/senabraille.htm. Participação como Presidente na realização do I, SENABRAILLE – Seminário Nacional de Bibliotecas Braille, na cidade de João Pessoa/ Paraíba, no período de 1995. Publicou os livros “Breve contribuição bio-bibliográfica sobre Augusto dos Anjos.” Campina Grande, GRAFSET,1981.113p. e Biblioterapia: Proposta de um Programa de Leitura para Portadores de Deficiência Visual em Bibliotecas Públicas. João Pessoa, Editora Universitária,,1996. 106p. (Trabalho pioneiro no Brasil). Participou de congressos nacionais e com apresentação de trabalhos.


Ricardo Quintão Vieira

Bibliotecário-Documentalista e graduado em Enfermagem. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Administração de Serviços de Saúde e Gerenciamento de Enfermagem (GEPAG) da UNIFESP. Mestrando em Ciências da Saúde pela UNIFESP. Membro da Diretoria Colegiada do Centro de Estudos e Pesquisas em História da Enfermagem (CEPHE).


Sigrid Karin Weiss Dutra

Possui graduação em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade do Estado de Santa Catarina (1981) e mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005). Atualmente é bibliotecário/documentalista da Universidade Federal de Santa Catarina, Presidente da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Presidente do Comitê Permanente Para América Latina e Carien da International Federation of Library Associations and Institutions. Atualmente é Diretoria de Gestão da Informação na Universidade Federal da Fronteira Sul, Foi presidente da Comissão Brasileira de Bibliotecas Universitárias (2004-2008). Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Biblioteconomia, atuando principalmente nos seguintes temas: Comunicação científica, Metodologia Científica e da Pesquisa, bibliotecas universitárias, biblioteconomia, ciência da informação, informação e ensino a distância.



Comissão Científica


Profa. Adriana Maria de Souza

Mestre em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo - ECA-USP (2013). Especialista em Gerência de Sistemas e Serviços de Informação pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (2003). Bacharel em Biblioteconomia e Ciência da Informação pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (2000). Atua como coach, consultora e é docente do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Tem experiência na área de Biblioteconomia e Ciência da Informação, com ênfase em Serviços de Informação (atendimento ao cliente, SRI, capacitação de equipes), Tratamento da Informação, Coaching (carreira e liderança).


Profa. Dra. Bernadete Santos Campello

Possui doutorado em Ciência da Informação (2009) e mestrado em Biblioteconomia (1984) pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente é professora titular da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Biblioteconomia, atuando principalmente nos seguintes temas: biblioteca escolar, biblioteca e aprendizagem, competência informacional no ensino básico, fontes de informação e educação em biblioteconomia.


Profª Dra. Celia Ribeiro Zaher

Possui doutorado em Direito do Trabalho pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1967), especialização em Library Science pela Columbia University (1963) e Graduação em Biblioteconomia pela Biblioteca Nacional. Tem experiência na área de Ciência da Informação, principalmente em informação científica e preservação. (2007-atual). É membro do Conselho Interdisciplinar de Pesquisa e Editoração (CIPE) da Fundação Biblioteca Nacional. Ocupou o Cargo de Coordenadora de Ensino e Pesquisa em Ciência e Tecnologia da Informação do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) concomitantemente com a Coordenação do Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) em Convênio com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - PPGCI/IBICT/UFRJ) (2008-2011). Foi Diretora da Biblioteca Nacional (1972-74) e recentemente de 1997-2005. De 1991-96 foi Diretora do Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde BIREME, da PAHO/WHO Órgão das Nações Unidas. É Professora Titular aposentada da Universidade Federal Fluminense UFF e aposentada da UNESCO como Diretora de diversos departamentos cobrindo biblioteconomia, informação, cultura e comunicação de 1972-91. Faz parte do Corpo de Diretores do Council on Library and Information Resources CLIR desde 1992 e é Presidente Honorária da ABINIA e foi Presidente do Conference of Directors of National Libraries (CDNL) de 2004-2006. É Presidente do Comitê Brasileiro do Escudo Azul, órgão Nacional do Programa Internacional do Escudo Azul, ICA/UNESCO desde 2006. Recebeu diversos Prêmios e Títulos, tais como: Mulher do ano, Conselho Nacional de Mulheres (1984) Comandante da Ordem do Rio Branco, Ministério das Relações Exteriores (1983), Medalha de Honra, Pan American Health Organization (1983), Comandante da Ordem do Mérito Educativo, MEC (1982). Possui diversos artigos, capítulos de livros e livros publicados, entre os quais: Electronic consortium of libraries: a bibliographical cooperation scheme, Perfil de seus primórdios, O programa internacional de proteção aos bens culturais: Escudo Azul, Brazilian history through journalism Introdução à documentação, O novo bibliotecário e sua área de atuação: a formação cultural do bibliotecário e as novas áreas de trabalho, Técnica da organização e de pesquisa bibliográfica, Guia para pesquisas bibliográficas em ciência e tecnologia, Desarrollo de la información en salud en la región bajo la perspectiva de la Red Latinoamericana y del Caribe de Información en Ciencias de la Salud.


Prof. Dr. Claudio Marcondes de Castro Filho

Possui graduação em Comunicação Social pela Faculdade Anhembi Morumbi (1989), graduação em Biblioteconomia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (1981), mestrado em Ciencia da Informação e Documentação pela Universidade de São Paulo (2003) e doutorado em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo (2008). Tem experiência na área de Ciência da Informação, como subárea geração e uso da informação, atuando principalmente nos seguintes temas: recursos informacionais, produtos e serviços de informação, tipologias de unidades de informação e biblioteca escolar. Atualmente exerce a função de vice chefe do Departamento de Educação, Informação e Comunicação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e Coordenador da Comissão Brasileira de Bibliotecas Escolares da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições.


Profª Dra. Lidia Eugenia Cavalcante

Pós-doutora em Ciência da Informação pela Université de Montréal (2007), com pesquisa sobre memória e patrimônio digital: políticas e ações em bibliotecas públicas. Doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará (2003). Mestre em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000). Especialização em Teorias da Comunicação e da Imagem (1994). Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Ceará (1992).É professora associada do Departamento de Ciências da Informação, da Universidade Federal do Ceará. Tem experiência na área de Ciência da Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: mediação da informação, tecnologia social e desenvolvimento local, memória social e patrimônio, gestão da informação, competência em informação, aprendizagem colaborativa e educação a distância, gestão do conhecimento e inovação social. Em 2008 atuou como pesquisadora convidada do Centro de Edição Digital, da Universidade de Montreal - Canadá e em 2010 realizou estágio de pesquisa, por quatro meses, na HEC - École de Gestion - Université de Montreal e como pesquisadora convidada do Centro de Estudos e Pesquisas sobre o Brasil - CERB, da Université du Québec à Montreal - UQAM. Desde 2008 coordena o projeto Ler para Crer, de metodologias para a implantação de bibliotecas comunitárias e em 2010 recebeu o Prêmio Viva Leitura pelo referido projeto.


Profa. Marli Machado

Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001). Mestre em Ciência da Informação pela UFSC(2009); Atua como Gestora Editorial de 3 periódicos, fazendo contato com autores, avaliadores, editores e disponibilização dos artigos; É editora da Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação (RBBD); Diretora e Comunicação e Publicação da FEBAB; Vice-presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia 14ª Região; Bibliotecária na Universidade do Vale do Itajaí. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Processos de Disseminação da Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: Biblioteconomia, Ciência da informação, Informação em saúde, Disseminação da Informação; Recuperação da Informação; Biblioteca Universitária; Gestão da Informação; Gestão do conhecimento; Tecnologias da informação; Informação e Sociedade; Editoração Eletrônica; Metodologia Científica e Normalização de trabalhos acadêmicos.


Profª Dra. Telma de Carvalho

Possui graduação em Biblioteconomia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, mestrado em Biblioteconomia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas e doutorado em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo. Coordenou o projeto de instalação da Biblioteca Virtual em Saúde na área de Odontologia junto ao Serviço de Documentação Odontológica da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo. Foi docente no curso de graduação em Biblioteconomia e Ciência da Informação da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo e no curso de pós-graduação da Escola Pós-Graduada da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Atualmente é docente adjunto no Curso de Biblioteconomia e Documentação do Núcleo de Ciência da Informação da Universidade Federal de Sergipe. Atua principalmente nas seguintes áreas: bibliotecas universitárias, sistemas de informação, avaliação de serviços, serviço de referência, qualidade em bibliotecas, indicadores de qualidade em bibliotecas, planejamento estratégico, bibliometria e metodologia da pesquisa.


Profª Dra. Valéria Martin Valls

Doutorado em Ciências da Comunicação (2005), Mestrado em Ciências da Comunicação (1998) e Graduação em Biblioteconomia e Documentação (1990) pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP, além de extensão universitária em Docência pela Fundação Getúlio Vargas - FGV (2008). Coordenadora e docente do curso de graduação em Biblioteconomia e Ciência da Informação da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FaBCI/FESPSP) e Coordenadora de curso e docente de pós-graduação da Escola Pós-Graduada da FESPSP (Núcleo de Ciência da Informação). Docente do MBA em Gestão Empresarial e Coaching (parceria FESPSP e SLAC). Docente externa do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da ECA/USP. Coordenadora Região São Paulo (Gestão 2011-2013) da ABECIN - Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação. Consultora associada em projetos ligados à gestão da qualidade, informação e conhecimento, além de atuar como palestrante nesses temas.


Valéria dos Santos Gouveia Martins

Doutoranda em Ciência da Informação pela UNESP/Marília, em 2012; Mestrado em Gestão da Qualidade Total, pela Faculdade Engenharia Mecânica da UNICAMP, Campinas/SP em 2004; Especialização em Administração de Recursos Humanos pela Universidade de Taubaté, em 1988/89; Graduada em Biblioteconomia pela PUCCAMP, Campinas/SP, em 1980; Formação Black Belt pelo Instituto de Matemática Estatística e Ciência Computação da UNICAMP, Campinas/SP em 2000; Gestão Estratégica Pública pela Escola de Extensão da UNICAMP, Campinas/SP em 2007. Experiência com ênfase nos seguintes temas: gestão de biblioteca universitária, planejamento e desenvolvimento de sistemas de informação, acessibilidade com ênfase em bibliotecas universitárias, planejamento estratégico, estudos de indicadores em unidades de informação, gestão cultural e elaboração e implantação de projetos. Atualmente é Coordenador Associado do Sistema de Bibliotecas da UNICAMP e Diretor Técnico da Biblioteca Central Cesar Lattes. Tem, ainda, ministrado cursos, palestras, participado de vários grupos de trabalho, assim como possui vários trabalhos publicados na área.



Ir para acima ↑



Como participar

Sumbissão de trabalhos

Procedimento para submissão de resumos no sistema do evento

  1. Antes de iniciar a submissão de resumos, você e os demais autores do trabalho devem estar cadastrados no sistema da conferência. TODOS OS AUTORES DEVEM CRIAR UMA CONTA, mas pelo menos um deve pagar a taxa de inscrição para que o resumo aceito seja publicado/apresentado.
  2. Use o botão CRIE OU ACESSE SUA CONTA na coluna da esquerda para se cadastrar e todos os demais autores.
  3. Salve o documento que contém o seu TRABALHO no seu computador, lembrando-se do lugar em que o fez.
  4. ACESSE SUA CONTA (canto esquerdo no topo da página, CRIE OU ACESSE SUA CONTA) e clique em TRABALHOS.
  5. Clique em NOVO.
  6. Escolha o tipo de apresentação (pôster, Oral).
  7. Escolha a área de assunto (TEMA) que melhor se adapta a sua contribuição.
  8. Digite o seu título de resumo no campo TÍTULO.
  9. Coloque o texto do resumo na caixa RESUMO.
  10. Lembre-se que neste campo (caixa) deve ser colocado apenas o texto do resumo, SEM: autor, título, tema e tipo de apresentação.
  11. Lembre-se também que este campo (caixa) tem uma limitação de texto de acordo com essas regras definidas pela Comissão Científica para submissão de resumos. Um contador no rodapé da caixa irá mostrar espaço disponível restante para o texto.
  12. Para enviar o arquivo do trabalho completo clique no botão UPLOAD ARQUIVO, escolha o lugar que você salvou o seu TRABALHO (no computador) e fazer o upload do arquivo.
  13. Na coluna da direita AUTORIA escolha os demais autores do seu trabalho dentre a lista dos cadastrados na conferência.
  14. Depois de escolher todos os seus autores, SALVE as informações.
  15. Agora, o seu resumo esta submetido. Você pode verificar todas as informações apresentadas ao clicar no ícone de edição a frente da linha do resumo na lista de resumos.
  16. Durante o período de submissão seu resumo pode mudado ou excluído.
  17. Ao término do período de submissão NÃO SÃO PERMITIDAS ALTERAÇÕES.


Ir para acima ↑



Instruções para apresentação de trabalhos


  1. Tipos de trabalho que podem ser submetidos:
  1. Utilizar editor de texto Word for Windows 6.0 ou posterior, fonte Arial 12.

  2. Espaçamento entre linhas de 1,5 cm.

  3. Utilizar as normas NBR 6022, NBR 6023, NBR 6024
    Para facilitar a redação do trabalho construímos um “template” que deverá ser utilizado para todos os tipos de trabalho.
    Download template (.docx)

  4. Sobre o apresentador:
    O apresentador deverá ser necessariamente um dos autores do trabalho, conforme indicado no sistema de submissão.

  5. Aceitação dos trabalhos técnicos:
    A Comissão técnico-científica do VIII SENABRAILLE encaminhará até 24 de março de 2014, o comunicado de aceitação dos trabalhos para os respectivos autores.

    Os autores de trabalhos selecionados devem confirmar sua participação mediante inscrição no VIII SENABRAILLE até 07 de abril de 2014, para que os mesmos possam ser incluídos no programa oficial e nos anais, conforme instruções on-line do Sistema de Inscrição.


Ir para acima ↑



Inscrição

Profissionais
até 28 de Março= R$ 130,00
até 21 de Abril= R$ 150,00
no evento= R$ 200,00

Estudantes
até 28 de Março= R$ 65,00
até 21 de Abril= R$ 75,00
no evento= R$ 100,00



Ir para acima ↑



Local do evento

Centro Universitário Senac - Santo Amaro
Av. Engenheiro Eusébio Stevaux, 823 - Santo Amaro - São Paulo - SP - CEP 04696-000
http://www.sp.senac.br/



Ir para acima ↑



Palestrantes confirmados


Amanda Fonseca Tojal

Retrato Amanda Fonseca Tojal Museóloga e educadora de museus. Mestre e Doutora pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Consultora em Acessibilidade e Ação Educativa Inclusiva em Museus e Instituições Culturais. Responsável pela concepção e implantação de Programas de Acessibilidade e Ação Educativa Inclusiva em instituições como, Museu de Arte Contemporânea da USP ( 1992 a 2003), Pinacoteca do Estado de São Paulo ( 2003 a 2012), Museu do Futebol, SP (2008), Museu Índia Vanuíre, Tupã, SP (2012), e outros programas em andamento. Docente de Cursos de formação em Ação Educativa Inclusiva para educadores, profissionais de museus e instituições afins. Vice-presidente do COREM-4R (Conselho Regional de Museologia-4a Região) desde 2013. É sócia-diretora da empresa Arteinclusão Consultoria em Ação Educativa e Cultural, desde o ano de 2003.


Keyla Ferrari

Pedagoga com habilitação para deficientes da audio comunicação, bailarina, especialista em educação especial, atividade motora adaptada, Mestre em atividade física adaptação e saíde, presidente fundadora do Centro de dança Integrado( Ong que atua na área da arte e inclusão social de pessoas com deficiência), e cia de dança Humaniza palestrante e formadora na área da dança para pessoa com deficiência no Brasil, Portugal, itália e Suiça, membro do conselho Internacional da dança da UNESCO.


Marta Gil

Marta Gil Socióloga, formada pela USP – Universidade de São Paulo; é uma das fundadoras e atual Coordenadora Executiva do Amankay Instituto de Estudos e Pesquisas. Atua como consultora de Inclusão no Trabalho e na Educação.
Palestrante em congressos, conferências e encontros nacionais e internacionais. Tem artigos publicados, organizou diversas publicações e é autora do livro “Caminhos da Inclusão – a trajetória da formação profissional de pessoas com deficiência no SENAI-SP” (Editora SENAI, 2012)


Miriam Mattos

Retrato Miriam Mattos Graduada em Biblioteconomia habilitação em Gestão da Informação, pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), Desenvolveu sua pesquisa na área de formação do Bibliotecário em contextos multiculturais, com ênfase para Bibliotecas Escolares, Relações Étnico-Raciais, Acessibilidade a Deficientes e Sexualidade, pesquisa que resultou no livro "Multiculturalismo em Ciência da Informação: Percepção e ações dos profissionais da informação em bibliotecas Escolares".
Em 2012 Participou como pesquisadora com bolsa de desenvolvimento tecnológico do CNPq no projeto "Laptop na escola: um estudo da produção da imagem como estratégia de aprendizagem" e do projeto de pesquisa "Instrumentos de Avaliação em EAD", Estas pesquisas foram desenvolvidas no LAVAIPE - Laboratório Virtual de Arte Interativa para Públicos Especiais - do CEAD/UDESC, integrando as atividades do grupo de pesquisa "Educação, Arte e Inclusão" do qual faz parte. Em 2013 atuou como professora no departamento de Ciência da Informação da UFSC. Hoje é professora no curso de biblioteconomia da UDESC e consultora, através de termo de cooperação da UFSC, da SEPPIR - Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial DF, participando também da pesquisa "Cooperação para desenvolvimento de Modelo de Governança aplicado a Redes de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial".



Ir para acima ↑



Programação

TEMAS:



Dia 28/04

08:30 - 09:00 – Credenciamento
09:30 – Abertura
10:00 - 12:00 – Mesa 01
Tema: TIPOS DE BIBLIOTECAS & DEMANDAS PARA INCLUSÃO
Refletir sobre os diferentes tipos de bibliotecas escolares, públicas, universitárias, especializadas e as demandas de inclusão. As bibliotecas devem ter os mesmos serviços? Há diferença no trabalho cotidiano dessas bibliotecas? Como são percebidas/identificadas as necessidades de cada usuário desses equipamentos? O que está sendo feito para incluir?

12:00 às 12:30 - Debates
12:30 - 14:00 - Almoço
14:00 – 18 horas Apresentação de trabalhos orais
17:40 - 18:00 – Debates
18:00 – Apresentação Artística


Dia 29/04

9:00 – Palestra com convidado internacional
Sensory Fiction (MIT) a confirmar

10:00 às 12:00 – Mesa 2
Tema: EQUIPAMENTOS CULTURAIS: O QUE DE FATO ESTÁ ACESSÍVEL?
Apresentação de experiências bem sucedidas na inclusão em cultura. O que está sendo feito em museus, casas de espetáculos, teatros, entre outros?

12:00 - 12:30 - Debates

12:30 - 14:00 - Almoço

14:00 – 17:20 horas Apresentação de trabalhos orais

17:40 – 18:00 – Debates

18:00 – Apresentação Artística


Dia 30/04

OFICINAS

Biblioterapia: uma técnica de aconselhamento (confirmada)

“Diagnóstico de acessibilidade: a experiência da biblioteca do SENAC” (confirmada)

Uso de tecnologia assistiva para promoção de acessibilidade em materiais bibliográficos (confirmada)


Intervenções de sensibilização:



Intervenção artística:



Ir para acima ↑



Sponsors

Apoio

Acquaviva Promoções e Produções



Ir para acima ↑



Turismo

Hospedagem

Em breve



Ir para acima ↑



Informações Úteis da cidade de São Paulo


São Paulo é uma das maiores cidades do mundo e a maior do Hemisfério Sul. Em seus 1.530 km² de área, espalham-se cerca de 11 milhões de habitantes, segundo o último Censo realizado no Brasil em 2000. A Região Metropolitana da capital paulista é uma área que inclui, além de São Paulo, outros 38 municípios que a circundam. Como em toda metrópole de grandes dimensões, a densidade demográfica é grande e quase não se vê a divisão entre os municípios. Ao todo, são 20 milhões de pessoas, muitas vindas de vários pontos do Brasil e do mundo.
É de natureza metropolitana, com uma população diversificada, composta por italianos, alemães, japoneses (a maior comunidade fora do Japão), libaneses, chineses, coreanos, espanhóis e, naturalmente, o portugueses.
Abriga cerca de 15% do PIB brasileiro e é o coração da economia brasileira.
O sistema rodoviário estadual, composto por modernas rodovias, converge para cidade de São Paulo. Bons ônibus rodoviários estão disponíveis a cada 30 minutos para o Rio de Janeiro – RJ (percurso médio de 5 horas), Belo Horizonte – MG (6 horas), Curitiba – PR (5 horas) e Campinas –SP (uma hora).
As belas praias de Santos e Guarujá são cidades próximas com acesso de 1 hora pela estrada da Serra do Mar. Ônibus saem a cada 15min da estação Jabaquara do metrô.
Possui dois dos aeroportos mais movimentados do Brasil: Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos - Governador André Franco Montoro - ou aeroporto de Cumbica – GRU e o Aeroporto de Congonhas/São Paulo – CGH - com muitas opções de voos para o exterior e para todas as cidades importantes do Brasil. Trens não são utilizados para transporte de passageiros, apenas de bens de consumo internos.


Tempo

O clima é tropical de altitude, caracterizado por chuvas de verão e temperatura média anual entre 19º C e 27º C. Mas todas as estações do ano podem ser vistas em um único dia em São Paulo. A cidade pode amanhecer ensolarada e sem nuvens e terminar o dia com um temporal. Por isso, é comum ver paulistanos com casacos e guarda-chuvas em dias quentes.
Esses dias são mais comuns durante o verão, quando a chuva costuma cair no final da tarde, aliviando o calor. No outono, a temperatura é amena, com média em torno de 23ºC. O inverno costuma ter dias ensolarados e secos, com temperaturas que raramente caem abaixo dos 15º C. Na primavera, os dias são bastante quentes e secos.


Transporte

Em São Paulo, a melhor maneira de chegar a um hotel ou para o centro da cidade é através de táxi. Quando os viajantes escolhem os táxis, eles devem tentar usar taxis das companhias dos aeroportos. Estes táxis oferecem uma taxa fixa a partir do aeroporto (de R$ 70,00 a R$ 160,00). Eles são confiáveis e seguros, ao contrário de alguns outros táxis de linha. Os táxis na cidade são brancos (sem listras). A viagem do aeroporto Internacional de Guarulhos – GRU - para a cidade leva cerca de 30 a 50 minutos, depende do tráfego. Evite os horários dos voos de 08h – 10h e de 17h – 20h, pois é o que os paulistas chamam de "a hora do rush" e o trânsito é intensificado nesses horários.
Outra opção para chegar à cidade do aeroporto internacional é através de ônibus regular. Um serviço de ônibus especial (www.airportbusservice.com.br) oferece inúmeras rotas em torno da cidade. Estes ônibus funcionam 24horas, e a viagem para o aeroporto deve durar cerca de 30-50 minutos.
Grande maioria da população não fala inglês ou outro idioma estrangeiro, somente o idioma oficial do país, o português.


Dicas de Segurança

DEATUR (Delegacia Especializada em Atendimento ao Turista).
Para ligar para o DEATUR: (11) 3257-4475

No aeroporto

Os momentos de embarque e desembarque são os mais críticos para um viajante. O cansaço e o excesso de gente nos aeroportos provocam desatenção do viajante e vulnerabilidade em relação a furtos. Fique atento nos terminais e siga as seguintes dicas:

  • Logo no desembarque, certifique-se de que sua bagagem encontra-se fechada exatamente como estava no embarque. Para pedir informações ou auxílio, procure sempre um policial devidamente identificado ou um funcionário da empresa pela qual viajou.
  • Nunca fale com estranhos. Em todos os aeroportos de São Paulo há uma DEATUR, Delegacia Especializada no Atendimento ao Turista, com profissionais treinados para ajudar.
  • Não se descuide de seus pertences em nenhum momento. Cuidado com homens ou mulheres que se aproximarem para fazer perguntas. O ato pode ter como objetivo apenas provocar sua distração. Fale sem deixar de vigiar sua bagagem.
  • Não abra a bagagem em público, principalmente se no interior houver equipamentos eletrônicos e dinheiro.
  • Não manuseie grandes quantias de dinheiro em público.
  • Se necessitar utilizar o serviço de caixa eletrônico, certifique-se de que sua senha não seja vista por outras pessoas. No caso de pane no equipamento, solicite o auxílio de algum funcionário devidamente identificado.
  • Não aceite qualquer tipo de encomenda a pedido de pessoas estranhas.
  • Se alguém passar mal e lhe pedir para buscar socorro, faça-o sem deixar seus pertences com a pessoa. Mesmo que ela insista que sozinho você irá mais rápido.
  • Ao utilizar serviços de táxi ou carros alugados, prefira profissionais e empresas cadastradas. Ao entrar no veículo, solicite que todos os seus pertences sejam colocados no porta-malas. Em caso de negativa, procure outro táxi.
  • É importante guardar sua bagagem no porta-malas, principalmente seu laptop.
  • Ao utilizar o telefone celular dentro do táxi, faça-o de modo que o aparelho fique do lado oposto ao da janela.
  • Em caso de trânsito parado, evite manusear grandes quantias de dinheiro dentro do veículo.


  • No hotel

    Como é o lugar que o visitante passa mais tempo, ele também necessita de atenção especial. Apesar de haver seguranças e uma parceria com a polícia, o hotel também não está imune de ocorrências. Siga as seguintes sugestões e tenha uma estadia mais tranquila:

  • No momento do check-in ou check-out, procure deixar sua bagagem com um funcionário ou coloque-a entre você e o balcão da recepção.
  • Ao fazer suas refeições, prefira deixar seus pertences no apartamento. Se preferir, solicite que sejam guardados por algum funcionário enquanto você se alimenta com tranquilidade.
  • Não deixe sua carteira, celular, palmtop ou outros pertences sobre a mesa se você precisar se ausentar temporariamente.
  • Ao utilizar a área comum do hotel, mantenha seus pertences sob sua vigilância. Jamais os coloque ao lado ou atrás de seu assento, nem se distancie deles.
  • Não traga pessoas estranhas para o hotel.
  • No caso de receber visitas no quarto onde estiver hospedado, é imprescindível o preenchimento da ficha do visitante.
  • Quando quiser sair, peça informações aos funcionários do hotel. Eles ajudarão com boas sugestões de passeios e restaurantes, bem localizados e seguros.
  • Se estiver participando ou promovendo algum evento no hotel, estabeleça a utilização de crachás entre os participantes. Ao se ausentar da sala, certifique-se de que as portas ficarão fechadas. Antes e durante o evento, converse com o quadro de seguranças do hotel.
  • Utilize o cofre colocado à disposição em seu quarto.
  • Evite falar de assuntos importantes perto de pessoas estranhas, principalmente se envolver valores.
  • Nunca aceite ajuda de estranhos. Todos os funcionários dos hotéis da cidade trabalham devidamente identificados e uniformizados. Eles estão capacitados para atender bem e prontamente o turista.


  • Nos restaurantes

    Durante a refeição a atenção fica voltada para a mesa. Por isso, é mais um momento em que sua segurança fica vulnerável. Conheça algumas formas de evitar problemas:

  • Prefira lugares indicados por conhecidos ou pelos profissionais do hotel onde estiver hospedado. Informe-se sobre o melhor percurso, melhor horário para uma refeição, tipo de serviço que o restaurante oferece etc.
  • Ao chegar no restaurante, solicite que sua mala ou bagagem seja guardada. Feche-a com cadeado ou lacre no caso de haver objetos de valor ou dinheiro. Ao recebê-la de volta, confira se tudo está em ordem.
  • No caso do restaurante não possuir local adequado para guardar seus pertences, não descuide de seus pertences em nenhum momento.
  • Evite deixar objetos de valor sobre a mesa, como a carteira e o celular, principalmente ao se ausentar temporariamente.


  • Em áreas públicas ou parques de exposição

    Eventos e locais públicos de grande movimento exigem maior atenção do visitante. A grande quantidade de pessoas se deslocando com sacolas e bolsas é um chamariz para furtos. Tomando-se as seguintes medidas, evita-se ao máximo uma ocorrência desagradável:

  • Evite falar com estranhos, principalmente os insistentes.
  • Não deixe seus pertences sem vigilância.
  • Não forneça informações pessoais para qualquer pessoa.
  • Não manuseie grandes quantias de dinheiro.
  • Carregue filmadoras ou máquinas fotográficas de maneira discreta.
  • Utilize somente transporte cadastrado.
  • Em caso de qualquer problema, procure um funcionário devidamente identificado.
  • No Parque de Exposições do Anhembi há uma Base Operacional da Delegacia de Atendimento ao Turista, especializada no auxílio aos frequentadores.
  • Fonte: www.spturis.com - www.visitesaopaulo.com


    Telefones úteis em São Paulo (DDD 11)


    EMERGÊNCIA

    Ambulância - 192
    Auxílio à lista - 102
    Bombeiros - 193
    Chamadas internacionais via telefonista - 0800 703 2111
    Comando da Guarda Civil Metropolitana - 3191-3300
    Correios - 0800 570 01 00
    Defesa Civil - 199
    Delegacia de Defesa da Mulher - 3976-2908
    Delegacia Regional do Trabalho - 3044-4075
    Disque-denúncia - 0800 156 315
    Disque saúde - 150
    Hora certa - 130
    Informações de trânsito - 156
    Instituto Pró-Queimados - 0800 707 7575
    Interurbano via telefonista - 0800 703 2110
    Ouvidoria do município - 0800 175 717
    Polícia Civil - 197
    Polícia Militar - 190
    Polícia Rodoviária Estadual - 3327-2727
    Polícia Rodoviária Federal - 6954-2049
    Prefeitura - 156
    Previsão do tempo - 132
    Procon - 151
    Receita Federal - 3315-2211
    Serviço de despertador automático - 134
    Serviço de intermediação surdo/ouvinte - 1402
    Telegrama fonado - 0800 570 0100
    Vigilância Sanitária - 3065-4600


    TERMINAIS RODOVIÁRIOS

    www.socicam.com.br


    Barra Funda - 3235-0322
    Rua Mario de Andrade, 664 - Santa Cecília

    Jabaquara - 3235-0322
    Jequitibás Street, s / n º - Jabaquara

    Tietê - 3235-0322
    Avenida Cruzeiro do Sul, 1800 - Santana
    INo Terminal Tietê, está instalada uma das Centrais de Informações Turísticas (CIT), no setor de desembarque, diariamente das 7h às 22h.


    TRANSPORTE URBANO

    Itinerários de ônibus - 156
    Metrô - 3286-0111


    AEROPORTOS

    Aeroporto Internacional de Guarulhos (Cumbica) - 6445-2945
    Rodovia Helio Schmidt s / n º
    Funcionamento da administração: das 8h às 17h
    Pousos e decolagens: 24 horas
    Um posto da Central de Informações Turísticas (CIT) funciona nos terminais 1 e 2, na área de desembarque, diariamente das 6h às 22h.


    Telefones úteis

    Infraero - 6445-2945
    Ministério da Agricultura - 6445-2800
    Polícia Civil - 6445-2221
    Polícia Federal - 6445-2212 or 6445-2199
    Polícia Militar - 6445-3750
    Receita Federal - 6445-5547
    Seção de Aviação Civil (SAC) - 6445-2421
    Saúde dos Portos (vacinação) - 6445-3557


    Companhias aéreas

    Terminal 1 - Asa A
    Aerolíneas Argentinas - 6445-2414
    Aeromexico - 6445-2928
    Air France - 6445-2314
    Alitalia - 6445-2005
    Avianca - 6445-3576
    British Airways - 6445-2021
    Cubana de Aviación - 6445-2698 and 3214-4571
    Delta Airlines - 6445-3282
    Iberia - 6445-2726
    Japan Airlines (JAL) - 6445-2040
    KLM - 6445-2887
    Air Lloyd Boliviano - 6445-2837
    United Airlines - 6445-3141 and 0800 16 2323


    Terminal 1 - Asa B
    TAM
    - 6445-3776

    Terminal 2 - Asa C
    SATA
    - 6445-4039
    Varig - 6445-3024 and 6445-3117

    Terminal 2 - Asa D
    American Airlines
    - 6445-3808 and 4502-4000
    BRA - 6445-4372
    Canadian Airlines - 6445-2462
    Continental Airlines - 6445-4208
    Copa Airlines - 6445-2431
    Lan Chile - 6445-2864
    Lufthansa - 6445-2499
    South African Airways (SAA) - 6445-4150
    Swissair - 6445-2535
    TAP - Air Portugal - 6445-2400


    Aeroporto Internacional de Congonhas - 5090-9000
    Avenida Washington Luís, s / n.
    Funcionamento da administração: das 8h às 12h e das 13h às 17h
    Pousos e decolagens: das 6h às 22h30


    Telefones úteis
    Infraero - 5090-9000
    Comunicação Social - 5090-9030
    Delegacia de Polícia - 5090-9032
    Estacionamento 24 horas - 5090-9037
    Guarda-volumes - 5543-0488
    Polícia Federal - 5090-9046
    Seção de Aviação Civil (SAC) - 5090-9035
    Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) - 5093-6308
    Serviço Regional de Proteção ao Vôo (SRPV) - MAER - 5033-7502


    Companhias Aéreas
    Gol
    - 0300 789 2121 (informações) e 5090-9350 (balcão)
    Pantanal - 5044-9070
    Varig - 5091-7000
    TAM - 3123-1000
    Ocean Air - 5090-9027


    Destinos de ponte aérea (intervalo médio de 1h)
    Belo Horizonte - TAM
    Brasília - TAM
    Curitiba - TAM
    Rio de Janeiro - Varig and TAM


    Táxi aéreo
    Gabriel Aero Taxi
    - 5090-9292
    Global - 5049-0010 and 0800 555 684
    IGA - 5585-3174
    Leader - 5090-4000
    TAM - 5041-7051


    Aeroporto Campo de Marte - 6221-2699
    Avenida Olavo Fontoura, 650 - Tucuruvi



    Ir para acima ↑



    A+

    A-

    A=


    Versão colorida